40tena

Depois de 40 dias de quarentena que completo daqui a dois dias tenho uma certeza: as pessoas que insistem na dicotomia entre superar a crise de maneira humana, preservando vidas humanas, salvando vidas humanas e do outro lado preservar a economia, Empregos, a estabilidade econômica e o modelo de vida que temos, definitivamente, se é que um dia tiveram, perderam completamente a noção do que seja crise, do que seja Economia, do que seja trabalho, do que seja estabilidade, do que seja preservar, e principalmente, do que seja ser humano.
Valter Caldana
Posted in cotidiano | Leave a comment

“inveisdê”

Não se confunda.

O saudável e criativo uso de apoio tecnológico no processo de ensino-aprendizagem não é EAD. Não discuta um como se fosse a outra, e vice versa.

Isto que seu filho está vivenciando é um enorme esforço de escolas e professores, e dos estudantes, para manter, com o uso de toda tecnologia disponível e acessível, as qualidades do ensino presencial. Está-se usando intensamente todas as ferramentas de apoio, que de resto em muitos casos já eram usadas. E se não eram, deveriam ser. E vai aí um puxão de orelha em quem não usava.

Porém, não perca de vista que a questão central na discussão do EAD é o “inveisdê”, ou seja, é a substituição das relações diretas, simbólicas e sensíveis de troca que se estabelecem no processo de ensino-aprendizagem por uma alimentação ao estudante de conteúdos limitados e unidirecionais de uma forma também unidirecional e limitada..

Num país pobre, enorme e carente de formação e treinamento em todas as áreas e todos os niveis, o EAD merece seu espaço, tem função estratégica e deve ser usado. Tem a importância que tiveram, em outros tempos, os cursos por correspondência.

Mas, insisto, não se deixe levar pelo “inveisdê”…
EAD é coisa séria.
Só que é outra coisa.

Valter Caldana

Posted in cotidiano | Leave a comment

O conforto dos inocentes

Por onde olho leio artigos, ouço declarações e vejo pessoas bradando que cabe ao Estado nos proteger.
É muita cara de pau‼️

Da confortável (e superficial) condição de leigo curioso, percebo que nos últimos 100 anos, no campo capitalista, dois planos de recuperação econômica ‘deram certo’ no mundo.

O New Deal e o Marshall.

Um, reconstruiu os EUA depois da irresponsabilidade da ciranda das bolsas e o outro reconstruiu a Europa depois da insanidade da guerra.

Ambos baseados em maciços investimentos públicos e estatais.

Valter Caldana

Posted in cotidiano | Leave a comment

Campo de Marte

Deu na folha…
SP inaugura primeiro aeroporto privado do país voltado à aviação executiva

Muito bom!!
Infra estrutura privada para um modalidade essencialmente privada.
Espero que não tenha nem uma gota de dinheiro público.

Só pensando, aqui…
Já pensou se a melhor e maior fabricante mundial de jatos executivos fosse privada e brasileira?

Mas, voltando ao assunto.
Este aeroporto pode acelerar a desativação da pista do Campo de Marte para pousos e decolagens.

A desativação, mais do que bem vinda, é uma necessidade para a cidade. Vai ser a maior oferta de potencial construtivo do mercado imobiliário dos últimos anos, provocando uma verdadeira revolução, em função do fim dos cones de aproximação das cabeceiras.

Creio que não seria exagero falar em números na casa de bilhão. Sem falar na possibilidade de mais gente morar em área já consolidada, plena de infra-estrutura e com localização privilegiada.

Será que dá para entender um dos motivos pelos quais a venda do terreno do Anhembi é tão potencialmente prejudicial para a cidade no curto e no médio prazos?

E dá para entender por que é fundamental um projeto urbano multidisciplinar de longo prazo para toda aquela região, envolvendo o complexo Anhembi, o Campo de Marte, a elevação do gabarito e do coeficiente de aproveitamento dos cones, a urbanização das marginais, a recuperação sanitária e paisagística do Rio, e os parques da outra margem?

Valter Caldana

Posted in cotidiano | Leave a comment

Naturalidade

A naturalidade com que se voltou a repercutir e a se considerar opiniões de comandantes militares na definição de rumos políticos e econômicos no Brasil é assustadora.

Valter Caldana

Posted in cotidiano | Leave a comment